4 mitos sobre produtividade que te impedem de ser produtivo

A produtividade é um desafio para muitos profissionais de diversas áreas. E os mitos sobre produtividade assolam as pessoas.

No entanto, quem trabalha por conta própria, mantém um escritório em casa ou ainda atua em um espaço compartilhado pode sofrer mais ainda com a falta de foco, a má gestão de sua performance ou problemas na organização pessoal.

Para conseguir desenvolver melhor o seu trabalho é preciso muita concentração. E

, para isso, certamente você já ouviu inúmeros mitos sobre como aumentar a laboriosidade e otimizar seu tempo.

Algumas dessas práticas não surtem o efeito que prometem, ou pior: até atrapalham que os profissionais tenham mais rendimento. Confira 4 mitos que impedem de ser produtivo:

É imprescindível finalizar muitas tarefas por dia

O primeiro mito sobre a produtividade é que você realmente tenha que terminar várias tarefas diferentes no seu dia de trabalho.

Ao contrário, isso pode ser um erro terrível, que pode até comprometer a qualidade de sua produção.

Muitos profissionais ficam tão fissurados em terminar mais e mais tarefas diariamente que não se preocupam com o conteúdo das atividades.

Como efeito, despontam tarefas malfeitas e, muitas vezes, cheias de falhas.

Ao final do dia, no lugar de se sentir satisfeito, você se notará pouco produtivo — afinal, fez muitas coisas, porém nada ficou realmente bom.

O ideal é finalizar o maior número de tarefas, mas com qualidade! Esse aspecto é uma condição muito melhor do que a quantidade.

Aumentar a carga horária é obrigatório para produzir mais

Muitas pessoas têm a sensação de que não estão desenvolvendo nada quando trabalham poucas horas durante o dia e aumentam sua carga horária.

Isso faz com que você tenha mais horas para trabalhar, porém também faz com que você se sinta mais cansado ao longo (ou ao final) do dia.

Quando um profissional tem uma carga horária muito intensa, acaba sendo menos produtivo, pois se sente mais fatigado e pressionado durante sua rotina.

Geralmente, isso diminui a qualidade de vida, pois as refeições e os intervalos ficam comprometidos.

Vale a pena estabelecer horários de trabalho específicos, sejam 8, 6 ou 4 horas, mas a pessoa deve ser capaz de desenvolver suas tarefas de forma satisfatória dentro daquele período.

Isso faz também com que os profissionais se tornem mais empenhados e focados.

O ideal é trabalhar sem fazer pausas

Em hipótese alguma você deve trabalhar por longas horas sem fazer pausas para um café, uma leve caminhada ou ao menos um simples descanso.

As pausas são essenciais para você revitalizar suas energias e conseguir voltar ao trabalho com força total.

Podem-se fazer pequenas interrupções de 5 minutos a cada 30 minutos de trabalho.

Isso faz com que a mente se mantenha envolvida com a tarefa em andamento, sem se fatigar, por aproximadamente meia hora.

Passado esse tempo, vale fazer um intervalo rápido, para logo em seguida voltar ao trabalho.

Só é produtivo quem está sempre ocupado

Nem sempre as pessoas mais ocupadas são as mais produtivas. Lembre-se da primeira dica: muitas vezes os “ocupados” acabam desenvolvendo as tarefas rapidamente, porém sem qualidade.

Ou seja, não é porque você tem um tempo livre no seu trabalho que você não é produtivo.

Esse seu momento mais liberado na verdade o está preparando para finalizar mais tarefas com sucesso, e consequentemente ser mais produtivo.

Seja qual for o seu trabalho, procure maneiras de estimular a sua produtividade.

Fique longe dos mitos que impeçam de ser fértil e operante e alcance êxito nas suas tarefas!

Quer mais dicas de como desenvolver melhor o seu trabalho? Então siga nossas redes sociais — Facebook, Twitter e Instagram!

Compartilhe :

Fale com um consultor