O sonho de ter o próprio negócio, tomar as próprias decisões e trabalhar com o que gosta, muitas vezes, fica distante da realidade.

Cada vez mais os brasileiros precisam trabalhar como subordinados, para conseguir manter as suas contas em dia e, quem sabe, guardar uma quantia para abrir a sua empresa no futuro.

Todo mundo conhece ao menos um projeto que não deu certo, de alguém próximo, de um colega de faculdade ou parente, porém que apresentava uma ideia excelente.

Esses projetos que, muitas vezes, nem saem do papel, têm muito potencial e poderiam trazer benefícios para a sociedade como um todo.

A razão para a maioria deles não ganhar vida é a falta de recursos financeiros.

Para ajudar os empreendedores e idealistas de plantão, surgiu o Crowdfunding, que em tradução livre significa “financiamento pela multidão” e que já ajudou a tornar real mais de 500 projetos, em apenas 6 anos de existência no Brasil.

Mas como funciona o Crowdfunding?

O Crowdfunding acontece quando pessoas interessadas pela sua ideia investem uma pequena ou grande quantia em seu projeto, a fim de dar vida ao mesmo.

Acontece da seguinte forma: o dono do projeto apresenta-o, explicando como ele poderá ser útil para o coletivo, quanto ele precisa arrecadar para que ele seja colocado em prática e até qual data os investimentos podem ser feitos.

Todas essas explicações e informações devem ser feitas por meio de textos e/ou vídeos, postados em sites próprios que estão na rede, justamente, para fazer com que o financiamento coletivo aconteça.

As pessoas vão acessar essas páginas, vão ler tudo sobre os projetos e ajudarão, ou não, os que mais lhe chamarem atenção.

Quando o projeto consegue o valor estipulado, o site que divulgou a ideia recebe uma porcentagem do dinheiro, combinado anteriormente entre as duas partes.

Caso a iniciativa não consiga a arrecadação suficiente, o empreendedor sai sem nada do que foi arrecadado.

Empecilhos do Crowdfunding

Tanto no Brasil, como no resto do mundo, o financiamento coletivo tem dado grandes resultados para os seus adeptos.

Porém, a iniciativa ainda luta contra a desconfiança das pessoas em doarem o seu dinheiro para projetos que conhecem pouco, ou que não sabem se terão algum retorno ou recompensa após fazer o investimento.

A incredulidade é a maior barreira a ser vencida para que o Crowdfunding ganhe ainda mais espaço no mercado das boas ideias.

Porém, o seu crescimento vem sido significativo e tem tudo para firmar raízes e se expandir no mundo todo.

Recompensa aos investidores

Para fazer com que os investidores tenham vontade de ajudar os projetos, os empreendedores costumam oferecer brindes e prêmios para a maior quantia doada, por exemplo, além de, quando há oportunidade, oferecerem uma participação na empresa.

Cada projeto possui suas especificidades, sendo alguns maiores que os outros e por isso as ofertas são sempre diferentes.

Dicas de alguns sites

  • Catarse: https://catarse.me/pt
  • Queremos: https://www.queremos.com.br
  • Vakinha: https://www.vakinha.com.br/

Gostou das dicas? Assine nossa newsletter e receba direto no seu e-mail artigos como este. 😉

Compartilhe :

Fale com um consultor