Você já criou sua persona?

A buyer persona é a representação ideal de um cliente. Através dela é possível criar estratégias assertivas para aumentar as vendas na sua empresa, seja ela física ou online.

Saiba mais sobre esse assunto!

A persona nada mais é do que a representação ideal de um cliente.

Portanto, significa ter uma ideia real de quem são os seus clientes e o que eles realmente querem.

Sendo assim, você precisa estar muito consciente de quem é o seu cliente.

Afinal, é com base nessa informação que você criará uma estratégia assertiva para o seu negócio.

Não dá para investir tempo em dinheiro em produtos de beleza para quem quer produtos para emagrecer, certo?

Portanto, o conceito de persona é simples. É a representação do seu cliente em um personagem fictício.

Porém, com informações de clientes reais!

Dessa forma, uma persona recebe informações como:

  • Idade;
  • Localização;
  • Gênero;
  • Preferências;
  • Motivos pelos quais ela quer fazer aquela compra;
  • Área de atuação;
  • Se tem filhos ou não;
  • Quais são os gostos pessoais e os objetivos de vida.

Neste artigo, você aprenderá o que é uma buyer persona, qual a sua diferença para o público alvo e como você pode criar a sua própria em poucos passos!

Pronto? Então, vamos lá!

O que é uma buyer persona?

A persona nada mais é do que o seu público ideal. Público esse que você quer atingir em cheio!

Ou seja, são características de um comprador em potencial atribuídas a um personagem.

Vamos supor que sua empresa venda produtos para emagrecer. Acontece que cada pessoa tem um objetivo diferente:

  • Alguém quer emagrecer porque não gosta de se olhar no espelho;
  • Outra pessoa quer emagrecer porque tem Diabetes;
  • Um terceiro cliente quer emagrecer porque quer começar a correr.

Enfim, poderíamos ficar aqui o dia inteiro listando os interesses de cada pessoa.

Por isso, a importância de saber o que a sua persona quer.

Não adianta criar uma estratégia de venda com foco no emagrecimento estético quando a maior parte do seu público é portadora de alguma doença como Diabetes.

A estratégia precisa ser completamente diferente!

Tendo esse tipo de informação, você pode:

  • Encontrar a estratégia ideal para aquele cliente;
  • Criar um tipo de comunicação que aproxime mais o seu cliente;
  • Até mesmo desenvolver aplicativos, ferramentas ou conteúdos que engajem muito mais o seu público!

Porém, mais do que isso, você poderá encontrar informações ainda mais relevantes.

Com a sua persona, você entenderá a dor do seu cliente.

Entenderá porque ele não consegue resolver um problema. E, dessa forma, conseguirá encontrar a solução ideal para ele!

Qual é a diferença entre público alvo e persona?

 persona

Em um primeiro momento, os dois conceitos parecem ser iguais.

Afinal, trata-se da criação de um conteúdo de marketing especializado para um grupo específico.

Porém, existem algumas diferenças entre os dois. Confira!

Público-alvo: representa de forma mais ampla os clientes do se negócio. Isso significa que o público-alvo aborda características comuns entre uma grande parcela da sociedade.

Sendo assim, você pode definir informações como nacionalidade, profissão, idade e gênero.

Persona: a persona apresenta as mesmas características do público-alvo.

No entanto, são adicionadas a ela características que não são avaliadas em um público-alvo, como, por exemplo:

  • Gostos pessoais;
  • Quanto a pessoa está disposta a pagar;
  • O que ela procura em um produto;
  • Qual é o seu estilo de vida;
  • Seus valores pessoais, éticos e morais.

Sendo assim, uma persona é a representação muito mais específica das mesmas qualidades de um público-alvo.

Veja um exemplo:

Mariana, uma mulher de 42 anos que mora na cidade de São Paulo. É formada em Medicina, e trabalha em uma clínica há alguns anos, mas percebeu que talvez não esteja na área certa. Ela gosta mesmo é de tirar fotografias, e talvez devesse dedicar mais tempo a outras atividades, como um curso de fotografia. Por ser médica, recebe um bom salário, mas tem receio de perder a estabilidade que tem no seu atual emprego. Ela é muito sociável, tem um grande círculo de amizades e gosta muito de sair aos finais de semana”.

Se você percebeu, as informações são mais específicas do que simplesmente abordar um público-alvo.

Por isso, a criação de uma estratégia para uma persona é bem mais assertiva. Isso é, ela é mais específica e acerta em cheio as necessidades de uma pessoa.

Como criar a sua?

Não existe outra forma de criar a sua persona, a não ser pesquisando a fundo as informações sobre ela.

Por isso, você deve começar uma estratégia a partir das pessoas que já frequentam seu site, blog, canal do Youtube ou Instagram. Ou até mesmo de pessoas que já compram o seu produto!

Você pode enviar e-mails para essas pessoas ou até mesmo fazer questionários rápidos com elas.

O importante é criar algum tipo de contato que estabeleça uma proximidade maior entre você e o cliente.

Dessa forma, você começará a entender melhor quais são as dores do seu público, e quais são os desejos que ainda não foram atendidos.

É uma excelente forma de também criar um diferencial em relação aos seus concorrentes.

Após criar formulários e ter informações mais precisas sobre o seu público, você precisará compilar essas informações em outro lugar.

É a partir disso que você poderá criar a sua própria persona!

E, com base nas informações que você obter a partir da conversa com o seu público, comece a planejar também o tipo de conteúdo ideal para esse cliente.

Você perceberá que quanto mais informações precisas tiver sobre o seu cliente, mais fácil ficará para criar o seu conteúdo personalizado!

Gostou de saber sobre a importância de se criar uma persona para o seu negócio? Conheça os serviços da Desk Coworking e venha trabalhar um dia cortesia conosco!



Compartilhe :

Fale com um consultor