Trabalhar Em Coworking Pode Evitar Um Burnout?

Você sabe o que é burnout, quais são as suas consequências e como evitar ter um? Esse é o tipo de informação que você, que quer trabalhar em coworking, deve ter. 

O dia a dia das pessoas está cada vez mais corrido. E, desse modo, é normal que as pessoas estejam cada vez mais estressadas. O problema é que esse não deveria ser um cenário normal. 

Além de não ser saudável, é extremamente prejudicial para qualquer um. Esse ritmo acelerado e estressado pode levar uma pessoa a diversos problemas de saúde mais sérios, como, por exemplo, hipertensão, diabetes ou infarto. 

Isso sem contar que o burnout pode levar a outros problemas ainda mais graves. Portanto, se você quer trabalhar em coworking, é importante entender uma coisa. 

Trabalhar de forma autônoma não significa que você não deva cuidar dos seus horários. Se por um lado não existe um horário para entrar no trabalho, por outro você deve estipular um limite diário para evitar esse tipo de problema. 

Antes, vamos conceituar melhor burnout para você entender do que se trata esse problema. 

Esse termo se refere a um tipo de estresse específico que ocorre dentro do ambiente de trabalho. É um estado físico de estresse misturado com exaustão que leva a diversos problemas físicos e psicológicos. 

No âmbito físico, podemos perceber facilmente o surgimento de problemas de saúde e doenças decorrentes do estresse. Já no psicológico, perda de produtividade e em casos mais severos até mesmo a perda de identidade podem ser percebidas em um indivíduo. 

É preciso levar em consideração também que outros problemas de saúde podem levar a um burnout, como depressão e ansiedade. Portanto, é importante que a pessoa se consulte em um médico. 

Mais Quais São Os Sintomas De Um Burnout? E Por Que Trabalhar Em Um Coworking Também Merece Cuidados? 

Alguns dos principais sintomas de um burnout são: 

  • Cansaço; 
  • Dificuldade para dormir; 
  • Alterações de humor; 
  • Perda de apetite; 
  • Dores de cabeça fortes e frequentes. 

Além disso, é normal que a pessoa comece a perder a produtividade e se sinta com baixa autoestima. 

Em quadros mais graves, uma pessoa pode tentar resolver esses sintomas com outras práticas ainda mais prejudiciais à saúde, como, por exemplo, o uso de drogas ou consumo de álcool. 

Esse esgotamento mental pode facilmente levar ao esgotamento físico em pouco tempo caso a pessoa não procure ajuda. 

E se por um lado trabalhar em coworking pode ser uma atividade bem mais relaxante do que trabalhar em um escritório convencional, por outro é preciso controlar bem as horas trabalhadas diariamente. 

Mas por que estamos dizendo isso? 

Porque quando somos autônomos, é muito fácil perder esse controle e trabalhar muito mais do que deveríamos. 

Especialmente quando o trabalho é realizado em um coworking 24 horas. Como não existe um horário para entrar e sair, podemos perder facilmente esse controle. 

Um dos motivos pelos quais isso acontece é justamente pelo fato de a pessoa ser mais feliz com esse modelo de trabalho. 

O problema é que, com o tempo, ela começa a se esgotar mentalmente e um problema pode levar a outro. 

Por isso, você precisa saber o que fazer caso comece a sentir os sintomas de um burnout. Afinal, trabalhar em coworking é muito mais legal e você não vai querer perder esse estilo de vida, não é? 

Portanto, acompanhe algumas dicas abaixo! 

1- Trabalhe Pausando Ao Longo Do Dia 

Mesmo que você não trabalhe em uma empresa, é importante estabelecer algumas pequenas pausas por dia. 

Sabe aqueles cinco minutinhos do café? Dar um descanso para a cabeça e conversar com os amigos é extremamente importante para recuperar suas energias. 

Por isso, comece a estipular pequenas pausas na sua jornada de trabalho! Cinco minutos a cada duras horas podem ser o suficiente para que você dê aquele gás no restante do trabalho que ainda tem para fazer. 

2- Não Se Prenda Somente Ao Trabalho 

Pensando agora um pouco fora do ambiente de trabalho, é importante também que você forneça a você mesmo (a) pequenos prazeres no seu dia a dia para que a sua vida profissional continue saudável. 

Assistir ao seriado preferido, almoçar uma vez por semana em um ótimo restaurante ou praticar algum esporte aos finais de semana é o tipo de mudança no dia a dia que ajuda a evitar um burnout, dentre outros problemas e frustrações. 

Os benefícios que você pode gerar para o seu emocional são inúmeros. Ficar com a cabeça somente na rotina de trabalho não faz bem nem para o corpo, nem para a mente! 

3- Trabalho É Uma Coisa | Vida Social É Outra 

Trabalhar em coworking é algo relativamente recente. As pessoas estão cada vez mais propensas a adotarem um estilo de vida autônomo, onde a busca pela felicidade seja mais importante do que pela independência financeira ou estabilidade no trabalho. 

É notável que nos últimos anos a tecnologia trabalhou muito a nosso favor nesse sentido. 

E isso é muito bom, contanto que você saia do coworking e deixe o seu trabalho lá. Saber separar a vida profissional da social é muito importante. 

Momentos de descanso não são para trabalhar, nem olhar e-mails ou responder clientes. Claro que se você estiver em uma situação mais urgente, deverá dar uma atenção especial para isso. 

Mas se não for o caso, deixe o seu celular de lado, esqueça um pouco do trabalho e vá curtir o outro lado da vida, que também é bastante importante. 

4- Independentemente De Trabalhar Em Coworking, Pratique Atividades Saudáveis Para A Mente 

Não importa se você pretende trabalhar em coworking ou não. É importante de qualquer jeito praticar algumas atividades saudáveis para a mente, como meditação e yoga. 

Ambas as práticas trazem incontáveis benefícios para a saúde física e mental, além de ajudaram e prevenir o corpo contra praticamente todos os tipos de doenças. 

A meditação é muito útil inclusive para evitar o burnout. Isso porque, dentre outros motivos, ela reduz drasticamente a produção de cortisol, o hormônio que eleva os níveis de estresse. 

Assim, a pessoa acaba se sentindo menos ansiosa e se previne contra a ansiedade ou até mesmo a depressão. 

O ideal é que você faça todos os dias. Se você não tem a prática ou não tem muito tempo, reserve então pelo menos 10 minutos por dia – e isso eu tenho certeza que você pode separar! 

Desse modo, comece praticando aos poucos até que você se adapte e aumente ao longo do tempo. Os efeitos e benefícios podem ser sentidos em curto prazo, e uma vez que você começa a sentir na pele o que a meditação pode fazer por você, dificilmente conseguirá viver sem ela. 

Vale a pena dar uma conferida também nos aplicativos para celulares que ajudam a guiar as pessoas menos experientes com essa prática, delimitando o tempo para cada ação que você deve realizar durante a meditação. 

5- Avalie Suas Condições De Trabalho – Talvez, Trabalhar Em Coworking Seja A Melhor Solução 

Outro ponto importante que você deve analisar é a sua própria condição de trabalho. Esse ponto é primordial para que você diminua os próprios riscos de desenvolver um burnout. 

Por isso, caso você esteja trabalhando em um escritório convencional de uma empresa, analise alguns pontos, tais como: 

  • A estrutura que a empresa oferece para os funcionários; 
  • Se se os recursos oferecidos também são suficientes; 
  • Se a sua carga de trabalho respeita a jornada prevista por lei nos direitos dos trabalhadores; 
  • E se a carga de trabalho condiz com a demanda que a empresa passa para o funcionário. 

Se ao analisar esses pontos você perceber que as condições não são as melhores, talvez então trabalhar em coworking seja a solução ideal, já que lá você é o seu próprio chefe e determina sua própria demandas. 

Além disso, já existe uma estrutura pronta nos coworkings para atender diferentes demandas! 

Entenda também que nós não damos conta de fazer tudo sozinhos e em alguma etapa da vida precisamos de ajuda. Seja da nossa família, dos amigos, de colegas de trabalho, da sua equipe profissional ou mesmo de um psicólogo. 

Se você perceber que é hora de pedir ajuda, peça. Não deixe que o orgulho traga problemas de saúde para você. 

Você não precisa ser um super-herói se todas as pessoas ao seu redor estiverem colaborando de alguma forma! 

E então, gostou de saber mais sobre o que é burnout e como evitar esse tipo de problema? 

Compartilhe :

Fale com um consultor