Como utilizar SEO para aumentar as vendas em seu e-commerce?

Por que será que algumas páginas são encontradas no início das consultas do Google mesmo sem links patrocinados? SEO é a resposta!

Mas antes de discutirmos mais sobre o ranqueamento devidamente dito, é interessante que você compreenda esse conceito de uma vez por todas.

Neste artigo, vamos conversar um pouco sobre o SEO, o que ele significa e daremos também algumas dicas de aperfeiçoamentos que você pode começar a realizar hoje mesmo em seu site!

Para começarmos, vamos definir SEO.

SEO é um termo que vem do da língua inglesa, e são as iniciais para Search Engine Optimization. A interpretação que mais se aproxima disso seria Otimização de Mecanismos de Buscas.

Mas de uma forma simplificada, o que isso significa?

O Google possui diversos mecanismos de buscas que classificam a colocação dos websites. O SEO aumenta o desempenho do seu material de forma que os robozinhos venham a categorizar em uma posição melhor o seu site.

Em outras palavras, SEO é um conjunto de práticas que visa otimizar um conteúdo, seja ele em forma de texto, vídeo ou imagem, de forma que os buscadores do Google venham a compreender de maneira mais eficiente o que você está fornecendo.

Além disso, SEO pode se fracionar em SEO On Page e SEO Off Page. O SEO On Page busca melhorias dentro do e-commerce. Já o SEO Off Page gerencia a parte externa a um site, como link building, gestão de mensagens em redes sociais, etc.

Vamos tratar um pouco mais sobre o SEO On Page e o SEO Off Page, em seguida daremos algumas dicas de aperfeiçoamentos que você mesmo pode realizar.

Deseja saber mais sobre como você pode elevar a posição do seu e-commerce? Confira no post a seguir!

Quantos critérios de SEO existem?

Os algoritmos utilizados pelo Google para ranquear um site são muito, mas muito complicados de se entender. Atualmente, existem mais de 250 critérios para categorizar um site.

Quando falamos em link building, há 2 aspectos muito importantes a serem levados em conta. Eles são:

  • Links internos;
  • Links externos;

Os links internos são links que você deve utilizar em um artigo levando para outros artigos do seu próprio site!

Já os links externos direcionam para páginas de outras lojas virtuais, o que oferece maior confiabilidade tanto para o seu site, quanto para sites de terceiros.

Antigamente, quando os critérios de SEO ainda não eram tão aplicados quanto hoje, profissionais do ramo tendiam a criar uma rede interna de blogs para que eles mesmos fizessem o direcionamento para demais páginas. Essa prática conhecida como Private Blog Network é considerada hoje Black Hat pelo Google.

Não faça isso!

A melhor forma para obter links externos é através da produção de conteúdo de real valor e qualidade. Quando você tiver um ótimo resultado suas chances de obter links de entradas serão bem maiores!

É por isso que o número de links de entrada é muito importante para o SEO do seu site. Quanto mais links você gerar, mais o Google compreenderá que o seu site possui relevância e melhor será o seu resultado.

Porém, ainda há uma diferença grande entre a autonomia de domínio e de página entre os blogs. Um site que esteja colocado na primeira posição do Google está muito, mas muito à frente de um blog que esteja na décima página, por exemplo.

Ou seja, um e-commerce que recebe conteúdo e visitas com maior frequência quase sempre estará à frente de lojas virtuais que sejam pouco visitadas.

Já o SEO On Page se refere a todas as técnicas que você pode aplicar dentro da sua página. Ou seja, elas não se aplicam necessariamente a mudanças externas em que você não pode ter muito controle.

Abaixo, falaremos sobre algumas técnicas simples que você mesmo pode começar a aplicar em seu e-commerce para ter melhorias em um curto espaço de tempo. Afinal, com o crescimento de mais de 70% em vendas em 2021, vale a pena conferir!

3 Formas de otimizar o SEO do seu e-commerce e aumentar sua visibilidade no Google

SEO

Heading Tag

As heading tags são usadas para que você possa criar uma hierarquia entre o conteúdo que você postar em cada artigo. Elas são classificadas de H1 a H6, e isso significa que quanto maior o número de uma HT, mais específico o conteúdo deveria ser. Eu vou dar um exemplo prático para você abaixo de como essa hierarquia deveria ser dentro da sua loja virtual. Veja!

  • Vendo chapéus à H1
  • Vendo chapéus de palha à H2
  • Compro e vendo chapéus de palha para serem usados na praia à H3
  • Vendo chapéus de palha para serem usados na praia durante o verão, produzidos no exterior à H4

Claro que esse é apenas um exemplo. Você não precisa especificar tanto cada subtítulo, mas é importante que o H2 receba ao menos uma vez a sua palavra chave utilizada nos textos. Além disso, você precisa criar uma hierarquia entre os títulos. Por isso, use o cabeçalho!

Palavra Chave

É muito importante usar palavras chave nos seus textos, embora esse não seja atualmente o critério de SEO mais importante para o posicionamento de uma página.

Você pode investir um dinheiro em plataformas como o SEMRush ou o Planejador de Palavras Chave do Google, para que você possa buscar as melhores palavras para o conteúdo que você está produzindo.

Não se esqueça de algumas coisas, como:

  • É importante você controlar a densidade da palavra chave no texto. Uma densidade muito acima de 3% começa a ser prejudicial para o seu ranqueamento. Isso significa que você não deve usar mais do que 3 palavras chave a cada 100 palavras do seu texto;
  • Verifique também se é o caso de usar uma palavra chave de cauda curta ou de cauda longa. As palavras de cauda curta são menos específicas, mas atendem um público muito amplo. Já as palavras de cauda longa atingem um público pequeno, mas muito mais específico, e isso pode fazer suas vendas aumentarem.

URL

Outra coisa que você deve se atentar toda vez que for postar um artigo é na URL gerada. Para que ela seja perfeita, você precisa tomar algumas providências, tais como:

  • Nunca usar letras maiúsculas;
  • Nunca usar números;
  • Não usar caracteres como #$%¨;
  • Nunca deixar ela curta demais;
  • Mas em compensação, nunca deixar ela longa demais;
  • Sempre se lembre de colocar a palavra chave foco nela.

Importante frisar que o SEO não é uma medida que trará resultados instantâneos para você. Até que as páginas do seu e-commerce ganhem uma boa posição, pode demorar.

Além disso, é importante focar muito na qualidade do seu conteúdo. Não adianta colocar um conteúdo raso demais no seu e-commerce e investir no SEO, ou vice versa, investir em um ótimo conteúdo e esquecer de otimizar o seu SEO.

Trabalhando os dois em conjunto, sua loja virtual ficará visível mais rapidamente no Google!

Já pensou em trabalhar com a sua loja virtual em um ambiente que proporciona conforto, facilidades e networking ao mesmo tempo?

Acesse essa página e entre em contato com a Desk Coworking para conhecer nossas soluções!

Compartilhe :

Fale com um consultor