Como ser mais criativo? A criatividade faz uma diferença gigante em todas as esferas de nossa vida, sobretudo, a profissional.

Para quem é empreendedor, então, nem se fala.

Ela possibilita ua maior autonomia, sobretudo na hora de encontrar soluções para os problemas.

Fomos condicionados, entretanto, a aceitar a ideia de que a criatividade é um dom, e apenas algumas pessoas são dotadas dele. Puro engano!

Ninguém nasce criativo, e nem empreendedor.

Felizmente, nascemos com grande potencial para sermos os dois.

Ser criativo é treino

Criatividade é treino. E empreendedorismo também.

Disciplina, exercício e repetição.

Ainda que esses conceitos pareçam contrários à inovação, eles definem muito bem o que fazem os maiores empreendedores do mundo.

Empreendedores são dedicados

Eles destinam uma grande parte do seu tempo desenvolvendo ideias, testando conceitos e treinando habilidades que podem ou não ser úteis naquele momento, mas que serão utilizadas posteriormente para encontrarem o famoso “pulo do gato”.

Diversos estudos, inclusive, já foram publicados mostrando a importância da persistência e do trabalho antes de se criar algo inovador.

A seguir, a gente separou para vocês algumas atitudes dos empreendedores criativos.

Detalhe: nenhuma delas envolve usar óculos de armação grossa ou ter o último lançamento da Apple.

  1. Eles treinam todos os dias alguma habilidade que possuam
  2. Sabem se organizar e dividir o tempo entre trabalhar – fazer algo rotineiro – e criar – pensar em novas ideias.
  3. Trabalham bem em grupo, sabem delegar tarefas e alinhar os objetivos entre todos os envolvidos em um projeto.
  4. São e buscam ser pessoas interessantes, atraindo gente criativa para próximo deles. Criatividade gera criatividade.
  5. Fazem auto feedbacks constantemente, buscando aprender com suas experiências, sejam elas bem e mal sucedidas.

Não é fácil repetir essas lições. Mas lembre-se é tudo questão de treino e disciplina.

Se você trabalha em um coworking fica muito mais fácil desenvolver essas habilidades, uma vez que esses escritórios compartilhados são ambientes extremamente propícios à criatividade e à inovação.

O motivo, a gente lhe conta pessoalmente aqui no DESK

Compartilhe :

Fale com um consultor