Geração de Negócios no Coworking: o poder do networking

A sociedade atual compreende o tempo de mudanças, conveniência, transformações, quebra de paradigmas. Essas quebras compreendem tanto o âmbito pessoal, quanto o profissional, abrindo a mente de todos que estão disponíveis e atentos ao novo.
No setor empresarial, por exemplo, as novidades nunca acabam de chegar e, para aqueles que pretendem se manter no mercado competitivo, é preciso seguir o fluxo de inovações e se adequar a elas.
Anos atrás, por exemplo, o padrão de uma empresa, com profissionais capacitados, era apresentado por salas grandes, em prédios vistosos, com a vestimenta padrão de terno e gravata, entre outras exigências. Hoje em dia, a ideia de empresa e empresário mudou, não havendo mais somente uma cara para designar o que é bom ou ruim no ramo.

O Coworking

O coworking é uma das maneiras de se trabalhar, na qual quebram-se alguns estereótipos antes tratados como únicos e que deveriam ser seguidos à risca, sem perder nem por um segundo o profissionalismo.
Nesse formato, profissionais da mesma área, ou de áreas diferentes, alugam espaços para trabalhar todos juntos, trocando ideias, pensamentos e, principalmente, aumentando a rede de contatos, contribuindo para a Geração de negócios no coworking.
Normalmente, os lugares para coworking compreendem algumas mesas, cadeiras, várias tomadas para os computadores e celulares, entre outros, como se fosse uma sala de reunião.
Dessa forma, os profissionais economizam dinheiro, dividindo o aluguel do espaço, não se fazendo necessário ter uma sala para cada um dos envolvidos, a qual geraria muito mais despesa.
É claro, que com o crescimento dos espaços, os modelos de coworking foram se diversificando, passando por despojados, modernos e os mais formais e executivos.

O poder do networking

Essa geração de negócios no coworking também pode ser conhecida como networking. A palavra derivada do inglês, explica por si só a sua aplicação, já que “net” significa “rede” e “working” significa “trabalhando”.
Trabalhar em rede, nada mais é, do que unir vários pensamentos, ideias, interesses e habilidades, para o mesmo fim, que irá beneficiar a todos. Isso pode ser feito tanto com pessoas de diversos seguimentos, como de apenas um.
Cultivar bons relacionamentos é o fator chave para a geração de negócios no coworking. Para que isso aconteça, é necessário que os profissionais sejam empáticos com as necessidades dos clientes, interessando-se em fazer parte da vida do mesmo, se fazendo presente e mostrando pró-atividade.

Networking em prática

Para colocar o networking em prática e conseguir presenciar a geração de negócios no coworking, é preciso sair da zona de conforto, desistir do que é cômodo e, principalmente, abrir a mente para outras opiniões e outros métodos de trabalho.
Dessa maneira, as pessoas que participam da integração, acabam obtendo um crescimento pessoal e profissional, aprendendo a conviver em sociedade e tirar proveito de cada palavra dita por outros.
O ser humano, acima de tudo, é um ser social e precisa se relacionar com os demais. O networking veio para tirar essa teoria do papel e, também, movimentar as coisas no sentido profissional. Já foi o tempo em que trabalhar sozinho, com as próprias experiências e nada mais, era suficiente.
Hoje em dia, se tornou necessário que a geração de negócios no coworking se enraíze nos planejamentos de uma boa empresa. Faça parte da nossa rede!

Compartilhe :

Fale com um consultor