A dificuldade de abrir uma empresa no Brasil

No artigo de hoje vamos falar sobre a dificuldade de abrir uma empresa no Brasil, que não são poucas, convenhamos, não é mesmo?

Empreender já é uma tarefa que exige grandes esforços de quem quer se debruçar nessa área, mas quem quer abrir um negócio próprio ainda precisa enfrentar uma enorme burocracia para conseguir autorizações e documentos diversos, a fim de que a empresa esteja plenamente legalizada e apta para funcionamento.

A demora para se começar um negócio no Brasil pode chegar a até dois meses, com um pouco de sorte. 🙂

E, para piorar, ainda existem muitos entraves para que os pequenos e médios empreendedores consigam obter créditos para abrir e tocar a empresa.

Se você quer abrir um novo negócio, que tal conhecer um pouco sobre as dificuldades de se fazer isso aqui no país, para que você possa se preparar melhor para evitar ou ao menos atenuar esses problemas? Confira!

Quanto tempo e quanto dinheiro se gasta para abrir uma empresa

O grau de atraso e as quantias que serão investidas para se abrir uma empresa no Brasil são coisas que o empreendedor só vai descobrir após ter iniciado o processo de formalização do seu negócio.

Isso porque não há uma resposta que seja válida para todos os tipos de empresa e neste momento tocamos mais uma vez na dificuldade de abrir uma empresa no Brasil.

As respostas para quanto se vai demorar e quanto vai ser necessário gastar dependem do tipo de atividade que se pretende iniciar e do tempo de tramitação que os municípios levam para aprovarem os documentos exigidos.

Documentos e tipos de empresa

Além do CNPJ e do alvará de funcionamento, um restaurante precisará da autorização emitida pela vigilância sanitária, por exemplo, para ter as suas condições de funcionamento aprovadas pelo respectivo órgão público.

No caso de uma boate ou casa noturna, além dos documentos específicos para funcionamento, existe o impedimento legal para se instalar em sala comercial, por conta da natureza da edificação, além do cumprimento de outras normas.

Em quase todas essas situações existem taxas e contribuições para pagar ao Estado, apesar de os custos para registrar a empresa serem relativamente baixos.

Se o segmento pelo qual tenha interesse for o industrial, a coisa deve demorar ainda mais, porque existem diversas inspeções a serem feitas.

Quais os procedimentos básicos para se abrir uma empresa

Ainda que existam registros específicos para cada tipo de atividade, há um caminho mais ou menos padronizado que os empreendedores precisam cumprir.

Em primeiro lugar, deve-se ir a uma Junta Comercial para registrar o contrato social, fornecendo o CNPJ e outros documentos dos sócios.

Depois, deve-se cumprir a inscrição tributária da empresa na Receita Federal, e pedir a inscrição estadual na Secretaria de Fazenda do seu Estado – se a empresa for apenas de prestação de serviços, não há necessidade.

Só então se poderá ir aos órgãos específicos, como a Prefeitura, os Bombeiros, a Anvisa e outros setores afins para solicitar os licenciamentos necessários para a sua área de atuação.

Outros problemas que o empreendedor pode encontrar

Além dessa burocracia para se abrir uma empresa, existem outros embaraços que dificultam a abertura de uma empresa no país.

É comum que os pequenos e médios empresários reclamem da alta carga tributária, que imediatamente pode emperrar o crescimento da sociedade, as muitas complicações para conseguir recursos financeiros para investir no setor, além do baixo nível geral de formação de mão de obra.

A complexidade contábil também pode ser um empecilho, e os gastos com essa área também poderão ser um fator negativo.

Aconselha-se sempre ter o apoio de um contador durante todo o processo, não só para o seu correto controle financeiro, mas também a fim de atender às legislações afins e fiscalizações do governo. Nossa quanta dificuldade de abrir uma empresa no Brasil, não é mesmo?


Outra coisa complicada é encontrar um lugar acessível e onde seja liberado, sem limitações, o funcionamento de seu negócio.

Um espaço bem localizado, afinal de contas, não é garantia de que o poder público vá autorizar o funcionamento de seu negócio naquele local.

Mas esse problema, no entanto, para quem deseja abrir um negócio em Belo Horizonte, é uma coisa com a qual o empreendedor não vai precisar se preocupar.

O DESK Coworking é um escritório compartilhado, onde você poderá constituir a sua empresa de prestações de serviços sem burocracia e com agilidade, ou simplesmente utilizar como endereço comercial da sua empresa, através dos serviços de Escritório Virtual.

Compartilhe :

Fale com um consultor