As vantagens do Coworking para quem é freelancer

E o coworking para quem é freelancer? Funciona? Esse é uma pergunta recorrente que recebemos e sendo assim, vamos esclarecer, acompanhe as vantagens de um coworking para quem é freelancer.

A liberdade é, certamente, uma das principais vantagens de se trabalhar como freelancer. O profissional independente não precisa ficar preso em um escritório convencional para tocar suas tarefas diárias.

E é por isso que o coworking aparece como uma ótima pedida quando o assunto é ambiente para se trabalhar: os espaços compartilhados de trabalho fogem totalmente dessa lógica tradicional. Felizmente.

A ideologia coworking

Se você já é um leitor habitual do nosso blog ou está antenado ao universo do Coworking, sabe que esses espaços em nada se parecem com o escritório convencional.

E isso vai muito além de detalhes técnicos como a decoração arrojada, o custo-benefícios e os eventos. Isso tem a ver com a ideologia do coworking.

São as pessoas que trabalham juntas e desenvolvem negócios em parceria que definem um Coworking. Todo mundo que divide o espaço está em busca de crescimento. E mais: colaboratividade.

Por mais que estes profissionais trabalhem em áreas diferentes, eles estão juntos em busca de um objetivo comum: a entrega para o crescimento.

Assim, muito mais do que um espaço de trabalho, os coworkings são locais de colaboratividade. As pessoas que trabalham nesses espaços estão dispostas a compartilhar conhecimento, experiências, sucessos e fracassos.

Além é claro, de trocar ideias em busca de soluções que sejam boas para todo mundo.

Nesse sentido, apresentamos três vantagens que vão convencê-lo a dividir o coworking com tanta gente bacana.

  • Infraestrutura

Internet de alta velocidade, salas de reuniões e endereço comercial e fiscal são essenciais são requisitos indispensáveis para realizar qualquer trabalho intelectual.

Ter onde receber faz toda a diferença, seja para aquele cliente que você ainda deseja conquistar ou para manter o bom relacionamento com aqueles velhos conhecidos.

Uma sala de reunião adequada desperta muito mais atenção que o ambiente informal da sua sala de estar ou jantar, não é mesmo?

Para ter acesso a qualquer um desses serviços, é só pagar uma mensalidade. Assim, você não tem dor de cabeça de contratar a internet ou pagar conta de luz.

Detalhe: se não vai precisar muito da sala de reunião, pode contratar o serviço apenas por demanda.

  • Networking

Por causa dele, você deveria procurar um coworking logo. Fazer seu trabalho de casa pode ser mais cômodo, barato e até mais tranquilo.

Mas estar sozinho também é super limitador. Nada se compara a ficar perto de pessoas para trocar ideias, tomar um café ou desabafar um problema.

O coworking te dá essa oportunidade de conhecer e se relacionar com pessoas incríveis. Pessoas com quem você vai poder dividir ideias, projetos e tocar negócios e parcerias.

Também está no DNA dos coworkings organizar encontros, cursos e outros. Uma possibilidade ótima de aprender mais sobre um monte de coisas e ainda conhecer mais gente.

Essas pessoas podem se transformar em seus clientes, parceiros, fornecedores e até virarem amigos seus.
Pensa bem: é difícil criar esse tipo de relação dentro de casa.

  • Foco

Além da infraestrutura, em um coworking você está livre das distrações. É claro que é preciso de um pouquinho de disciplina pra não ficar batendo papo no café de hora em hora.

Mas se você consegue gerenciar sua carreira de freelancer, fazendo seus próprios horários, vai ser extremamente produtivo em um coworking.

Em um espaço compartilhado, você não tem o som alto do vizinho, a série que acabou de lançar seus último episódios e nem sua cama aconchegante te chamando de cinco em cinco minutos.

Coworking e Criatividade

O coworking estimula a criatividade. E mais: as pessoas que ali estão, conforme falamos, estão juntas em uma mesma jornada: o crescimento profissional. Faça valer o seu tempo!

Viu só como o coworking é um lugar incrível para você trabalhar e crescer enquanto profissional e pessoa?

E nós somos tão legais, que na próxima semana, vamos dar algumas dicas para quem cresceu tanto como freelancer que agora quer abrir uma empresa própria: as perguntas que você tem que fazer antes de empreender.

Compartilhe :

Fale com um consultor