Como fugir da procrastinação no trabalho?

Procrastinação no trabalho é um problema mais comum do que podemos imaginar: por mais produtiva que seja uma pessoa, em algum momento da vida ela passará por períodos de procrastinação.

E o fenômeno é explicado pela ciência! A procrastinação é produto derivado da impulsividade, porque ambas destas características vêm do mesmo gene.

O ambiente de trabalho, Home Office por exemplo,  acaba sendo propício a essa “preguiça”.

Pare e pense: para você, é sempre melhor arrastar seus compromissos no trabalho pelo maior tempo possível?

Caso você responda sim, é aconselhável provocar uma mudança e se tornar mais ativo.

Apesar de a procrastinação no trabalho ser explicada por razões genéticas, contorná-la pode ser mais simples do que você imagina!

Para se tornar mais produtivo e melhorar a sua atividade profissional, siga as nossas dicas. Acompanhe-as a seguir.

1. Otimize o seu tempo

Uma das desculpas mais frequentes entre as pessoas que costumam procrastinar no trabalho é a falta de tempo.

Segundo especialistas, a culpa por trás dessa suposta falta de tempo é da má gestão dos horários.

Quantas vezes por dia você checa os seus e-mails? Por quanto tempo você fica online nas redes sociais durante o horário de trabalho?

O seu horário no emprego pode estar sendo utilizado para realizar atividades menos relevantes, como checar incessantemente as mensagens ou navegar pelo Facebook.

Por isso, repense sua grade de horários e tenha organização. Se for teletrabalho, dobre a atenção.

Tome cuidado com os aplicativos de mensagens instantâneas e com os sites de entretenimento, para que eles não se tornem os vilões que irão aumentar a sua procrastinação no trabalho.

Tenha horários delimitados para cada atividade e saiba definir prioridades.

Assim, você evitará a preguiça e terá mais disposição para realizar as atividades necessárias e mais importantes.

2. Saiba estipular prazos

É interessante determinar um prazo final para a entrega de um trabalho, ainda que ele não seja urgente.

Traçar metas e objetivos é essencial para o empregado que pretende alavancar sua atividade profissional e não procrastinar.

Por isso, desafie a si mesmo!

Faça o possível para cumprir seus prazos determinados, assim você evitará o estresse e não deixará tudo para a última hora, melhorando a sua produtividade e a qualidade do seu serviço.

Finalizando um projeto antes do prazo, também se torna possível avaliá-lo e repensá-lo, evitando possíveis erros de execução.

Para tanto, aprenda a cobrar de si mesmo e não se entregue ao pensamento de deixar para depois o que pode ser feito neste momento.

3. Atente-se aos fatores emocionais

Problemas pessoais, complicações familiares, saúde comprometida ou até mesmo o estresse da rotina de trabalho podem levar o profissional a se entregar à procrastinação.

Cuide adequadamente da sua saúde e esteja atento ao seu corpo e à sua mente.

Procure ter o discernimento necessário para não levar seus problemas pessoais para dentro do ambiente do trabalho.

Deixando esses dois universos mais separados, é possível ter mais dedicação para cumprir as suas tarefas com excelência.

4. Supere as suas dificuldades e dúvidas

É normal que não se saiba executar cada tarefa pedida no trabalho da maneira mais adequada.

Mas usar as suas dúvidas e dificuldades como propulsoras da procrastinação é o grande erro.

Não se acanhe: se não souber executar uma tarefa, pergunte e procure ajuda, em vez de se dedicar a outras obrigações.

Também não ache que uma tarefa é complicada antes mesmo de tentar resolvê-la.

Fugir de uma obrigação porque parece complexa só contribui para a sua “enrolação” profissional e não traz benefícios, tampouco torna as tarefas mais fáceis.

Agora você já conhece nossos quatro conselhos essenciais para evitar a procrastinação no trabalho.

Quem sabe você não faz uma visita no DESK Coworking para conhecer nossa equipe e coworkers e assim ter mais dicas anti-procratinação?


Compartilhe :

Fale com um consultor