Escritório compartilhado: 5 itens que você economiza com essa opção

Ao contratar um escritório compartilhado, você economiza em pelo menos  5 itens, sabia? Vamos conhecer em detalhes?

Quem trabalha Home Office sabe que é preciso ter muita disciplina para não cair nas tentações que circundam o ambiente doméstico.

Eliminar essas possibilidades e optar por um local que propicie mais concentração e, consequentemente, mais produtividade, vem sendo a escolha de muitos profissionais liberais, autônomos e freelancers.

Tendência do escritório compartilhado

Os escritórios compartilhados são uma tendência crescente. Hoje, há 2.500 locais desse tipo no mundo e a previsão é que o número deva dobrar nos próximos dois anos.

De acordo com a pesquisa Global Coworking Sensus, a cada dia quatro escritórios compartilhados são abertos. Só a Europa abriga 1.160 desse modelo.

Pontos positivos como o networking entre profissionais gerado pelo convívio, e até novas parcerias, ideias e negócios vêm atraindo a atenção e caindo no gosto do público.

Mas as vantagens não param por aí: o aspecto econômico acaba pesando muito e favoravelmente a essa escolha do coworking.

Conheça a seguir 5 itens que você economiza com um escritório compartilhado:

Escritório Compartilhado ou Fiador

Alugar uma sala comercial nem sempre é tão fácil, devido ao número de exigências do dono do local ou da própria imobiliária que intermedia o negócio, principalmente se você não tem um fiador disponível.

Há a modalidade que o seguro faz às vezes do fiador, o que geralmente sai caro.

Em um escritório compartilhado, você não precisará de nada disso, o que representa uma economia para o seu bolso.


Pacote de internet

Os custos da contratação do serviço de internet costumam ser altos, além da obrigatoriedade de se vincular à operadora por um tempo estimado.

Em um escritório compartilhado, os valores já estão incluídos no valor da mensalidade, sem complicações. É só chegar e conectar o seu notebook para começar a trabalhar.

Móveis de escritório

Decorar um escritório sai caro, ainda mais com projeto de móveis planejados e apropriados ergonomicamente para quem vai passar horas sentado em frente a uma tela de computador.

Isso sem contar com o mobiliário de uma sala de reunião, do cafezinho, lavabo para visitantes etc.

No escritório compartilhado, o profissional encontra toda a estrutura pronta, planejada por especialistas, e todo o conforto de um escritório convencional.

Funcionários treinados

Treinar funcionários para um atendimento cortês e personalizado demanda tempo e dinheiro.

Na modalidade do escritório compartilhado, há profissionais disponíveis para atender ao profissional e aos seus clientes, tanto por telefone quanto pessoalmente.

Estrutura apropriada

A economia de recursos não se limita à estrutura física.

Quem opta por ter um escritório compartilhado tem direito a um endereço fiscal, um número de telefone exclusivo e sala de reunião.

Contas como água e luz também estão embutidas no valor da mensalidade.

Na modalidade, o que existe é um rateio das despesas de infraestrutura e, por isso, o custo fica bem abaixo se comparado aos custos de um escritório convencional.

Paralelamente às vantagens econômicas, há o fato de o profissional poder focar integralmente o seu tempo e atenção a sua atividade principal.

Sem se preocupar com os custos de infraestrutura e outros detalhes que envolveriam a abertura de um escritório convencional.

E aí, gostou da ideia? Tem alguma dúvida sobre o funcionamento de um escritório compartilhado? Conheça nossos planos!

Compartilhe :

Fale com um consultor