Gestão financeira: 5 erros para evitar em seu negócio

Como você realiza a gestão financeira do seu negócio? Cuidar bem das finanças é o primeiro passo para garantir a perpetuação da sua empresa no mercado, principalmente com a concorrência cada mais acirrada que existe hoje em dia.
Nesse contexto, um pequeno deslize pode significar resultados indesejados e atrapalhar os planos para o futuro. Entretanto, alguns erros são tão corriqueiros que o proprietário corre o risco de nem se dar conta de que está indo para o caminho inadequado.
Portanto, no post de hoje, apresentamos os principais erros cometidos por micro e pequenos empresários em relação à gestão financeira de seus negócios. Continue a leitura e aprenda a manter sua empresa longe deles ou, então, corrigir problemas identificados. Vamos lá?

1. Misturar as finanças pessoais com as do negócio

Esse erro é mais comum do que parece! Muitos empresários montam seu negócio com auxílio da família e, no decorrer da vida empresarial, acabam se habituando a misturar as finanças. Dessa maneira, eles podem usar o dinheiro da empresa para comprar um carro para o filho, por exemplo, ou fazer compras para a cantina corporativa utilizando dinheiro do próprio bolso.
Parece algo inofensivo, mas a utilização de recursos pessoais na empresa, ou vice-versa, acaba impactando o balanço financeiro da empresa, mascarando resultados e produzindo situações irreais, que podem levar a interpretações erradas. Portanto, nunca se esqueça: seu dinheiro é seu dinheiro. O dinheiro da empresa é dela, e nela deve ser reinvestido.

2. Não ter informações suficientes sobre o negócio

Atualmente, existem diversos softwares de gestão financeira que permitem acompanhar todo o movimento contábil da empresa em tempo real, e essas informações são fundamentais para a condução estratégica da organização. Com elas em mãos, você saberá onde deve investir mais ou menos, quais setores precisam de mais atenção e quais áreas requerem maior cuidado.
Para tanto, o empresário precisa estar 100% bem informado sobre o andamento do seu negócio. Caso contrário, corre o risco de ver sua empresa afundar aos poucos, sem conseguir saber onde atuar para consertar o problema.

3. Não acompanhar o mercado

O mercado atual é incrivelmente dinâmico em praticamente todos os seus setores e, assim, o bom negócio de hoje pode ser o péssimo negócio de amanhã. Do mesmo jeito, uma oportunidade que ontem parecia ruim pode, hoje, trazer resultados surpreendentes.
O bom empresário tem que estar atento a todos os movimentos, participando de reuniões, congressos e palestras. Além disso, é fundamental estar sempre atualizado quanto às notícias diárias, contando com uma equipe antenada e bem informada que possa lhe apresentar projetos interessantes e desafiadores.

4. Não saber gerir o lucro obtido

Ter lucro é sempre bom, mas se o empresário não souber como e onde reinvesti-lo, sua empresa poderá ter vida curta no mercado. Uma boa forma de saber como gerir o lucro de maneira sustentável é a formatação de um plano de negócios eficiente. Através dessa estratégia, você será capaz de traçar um caminho vitorioso para sua empresa.

5. Não separar os tipos de despesas

Esse é um erro mais técnico, que pode até parecer menos importante — mas não é! As despesas fixas e variáveis devem ser controladas separadamente, para que o empresário conheça possíveis fontes de problemas.
As despesas variáveis são aquelas diretamente relacionadas às vendas da empresa e, por isso, mais difíceis de ser cortadas. Já as despesas fixas são resultado da própria existência da empresa: água, luz, telefone, salários, entre outras. É aí que o empresário pode cortar, caso esteja necessitando diminuir seus custos.
E então, identificou algum desses erros de gestão financeira na sua empresa? Agora, você já sabe como solucioná-los ou garantir que seu negócio continuará longe deles! Tem outras dúvidas sobre o assunto? Experiências para compartilhar? Entre em contato para uma conversa!

Compartilhe :

Fale com um consultor