Passo-a-passo para construir o Bussiness Canvas

O Bussiness Model Canvas é a representação visual do seu negócio. A partir dele, você vai definir se sua empresa será capaz de produzir, capturar e entregar valor para seus clientes e acionistas.

O artigo de hoje vai mostrar passo-a-passo para você construir o seu. Você vai perceber como é muito mais simples do que imagina!

Mas antes de tudo, o que é Canvas?

O Canvas surgiu na década de 1990, junto com os primeiros negócios digitais. Mas a sua construção só foi consolidada depois que Alex e Pigneur lançaram o livro Business Model Generation – Inovação em Modelagem de Negócios.

O modelo criado por eles consiste em nove quadros que permitem inserir todas as informações sobre os componentes mais importantes do seu negócio: propósito, cliente, canais de distribuição e relacionamento, infraestrutura e finanças.

O objetivo é que, no final, você consiga visualizar como o seu negócio vai atuar no mercado. Além, é claro, de definir os fluxos e processos que deixarão tudo viável. Ele também pode ser usado em momentos de crise ou quando se planeja lançar um produto novo. Como o nosso foco é quem está empreendendo agora, vamos concentrar no propósito inicial da empresa.

Por que você deve utilizá-lo?

A principal função do Canvas é que seu modelo de negócios seja simples e flexível, já que a ideia é que a empresa evolua ao longo do tempo.

  • Você e sua equipe vão visualizar tudo com clareza, participando de forma ativa do processo;
  • Você saberá exatamente quais são os próximos passos e o que é mais interessante estrategicamente;
  • O Canvas é um protótipo do seu negócio, que pode passar por várias versões até ser definitivo;
  • Todo mundo vai entender qual o seu papel na construção do negócio.

O Canvas também é essencial para startups. Se você trabalha com inovação precisa utilizar as ferramentas que tem ao seu alcance para testar a viabilidade do seu produto ou serviço. Com ele, é possível enxergar com clareza a real aplicação da sua startup no mercado. Afinal, não há nada semelhante para você se inspirar.

Como aplicar o Canvas?

Antes de começar a aplicá-lo, é importante ressaltar que você deve colocá-lo em um lugar visível. O interessante, como já falamos no artigo anterior, é preencher com post-its. Assim, vai ficar muito mais fácil modificar as coisas. Lembre-se: o modelo de negócios está em constante transformação.

Vamos agora à parte prática.

1º – PROPOSTA DE VALOR

Aqui será resumido o propósito da sua empresa e o que ela pretende entregar para o mercado.

Responda às perguntas:

  • Qual é o principal valor que você tem a oferecer para seus clientes
  • Quais as necessidades do cliente você está satisfazendo?
  • O que é único e especial em seu negócio que os outros ainda não fizeram?

O objetivo da “Proposta de Valor” é responder o que vai fazer o consumidor escolher você e não o seu concorrente.

2° – SEGMENTO DE CLIENTES

  • Pra qual tipo de cliente você está criando sua empresa? Quem é o seu cliente mais importante?
  • Qual o perfil da pessoa que você mais deseja encantar?

Essa etapa deve mostrar de forma detalhada a sua persona, suas características e, principalmente, porque ela escolheria seu produto ou serviço.

3º – OS CANAIS

Definido o perfil ideal de cliente, é hora de determinar em quais canais seu produto ou serviço vai chegar até ele.

  • Quais são os melhores canais? Quanto isso vai custar em termos de mídia?

Para responder à essa pergunta, é essencial saber quais canais seus clientes mais consomem e, sobretudo, em qual deles eles estão mais propensos a serem impactados de forma assertiva.

4º – RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

Para preencher esse quadro, você deve saber como sua empresa vai se relacionar com cada perfil de cliente.

  • Qual tipo de relação seu cliente espera que você tenha com ele?
  • Como construir essa relação da melhor maneira e com o menor custo possível?
  • Por meio de quais canais se dará esse relacionamento? Redes Sociais? SAC? E-mail Marketing?

5º – ATIVIDADE-CHAVE

Quais são as atividades essenciais para que sua empresa cumpra o seu propósito? Determine as atividades a serem executadas nos canais de distribuição e relacionamento e para a fonte de receita.

6º – RECURSOS PRINCIPAIS

São os recursos necessários e importantes para você realizar suas atividades-chave.

Empresas que vendem um produto, por exemplo, têm como recurso talentos com a expertise necessária para construí-lo. Além disso, têm propriedade intelectual sobre aquilo. Agora, se você oferece um serviço, seus recursos mais importantes podem ser os seus processos e o conhecimento aprofundado sobre o seu segmento de clientes.

7º – PARCERIAS

São as atividades-chave realizadas por terceiros.

  • Quem são seus maiores parceiros e principais fornecedores?
  • O que motiva essas parcerias?

Se uma atividade é essencial, você precisa fortalecê-la com uma parceria. Lembre-se, entretanto, que esses parceiros devem ter uma filosofia de negócios alinhada às suas ideias.

8º – FONTES DE RECEITA

Sua empresa tem um objetivo principal que é o de gerar lucro. Por isso, você pode gastar, nesta parte, mais tempo para decidir o que colocar no Canvas.

  • Seus consumidores estão dispostos a pagar pelo seu produto ou serviço?
  • Como eles preferem pagar?
  • Como cada fluxo de receita contribui para a receita global da empresa?

9º – ESTRUTURA DE CUSTOS

Nenhum negócio funciona sem custos. Portanto, avalie quais são os custos essenciais para sua empresa funcionar.

É importante ressaltar que seus custos precisam estar muito bem alinhados com a sua “Proposta de Valor”. Eles não podem colocar em risco a entrega para o cliente, mas também não podem prejudicar a receita da empresa.

Qual a infraestrutura você vai precisar? Uma estratégia vantajosa para quem está começando e ainda não dispõe de renda para alugar um escritório próprio, é apostar no coworking, ou escritório compartilhado. Por uma mensalidade, você tem acesso à uma estação de trabalho e mais uma série de serviços para tocar o seu negócio.

Aqui, no DESK, por exemplo, além de toda infraestrutura para trabalhar, você também tem acesso à uma série de serviços. Você pode usar o endereço fiscal para registrar seu CNPJ e tirar o alvará da sua empresa, alugar salas de reunião e até mesmo uma sala privativa toda mobiliada para você atender seu clientes.

Conclusão

Com essas informações, você já pode começar a criar o seu Canvas! É super simples. Lembre-se, entretanto, de que o tempo pode variar muito. Tudo vai depender do quão formatada está a ideia do seu negócio.

Compartilhe :

Fale com um consultor