Endereço comercial e endereço fiscal são entendidos como sendo o mesmo serviço oferecido por um coworking.

Existem, entretanto, diferenças relevantes entre os dois produtos. E é isso que vamos esclarecer hoje.

Endereço comercial

A função é apresentar comercialmente uma empresa. Os coworkers utilizam-no em cartões de visita, sites e outras peças de divulgação do seu negócio.

É bastante utilizado para fins de organização empresarial e de próprio empreendedor, pois não irá misturar as atividades pessoais e de negócio e isso causa um grande sentimento de organização.

Mesmo que num primeiro momento não haja necessidade de se formalizar uma empresa ou muda-la de local, você já pode usufruir dos benefícios do uso do endereço comercial, onde há inclusive a gestão de correspondências, um serviço que de fato facilita e mantem organizada a vida das empresas.

Endereço fiscal

É utilizado exclusivamente para fins tributários, fiscais e formais, como a abertura jurídica da empresa.

Neste caso, o endereço aparece na documentação oficial: cartão do CNPJ, contrato social, alvará de localização, inscrição estadual e municipal, dentre outros.

Este serviço compreende inclusive todos os recurso que tem no endereço comercial, ou seja, gestão de correspondências e a possibilidade de usar o endereço e material publicitário, website, cartões de visita, etc, como dito acima.

Como os serviços funcionam na prática?

Quase todos os coworkings e escritórios virtuais oferecem o serviço de endereço comercial e fiscal.

A maioria dos espaços, inclusive, permite o uso avulso. Em outros, é preciso que o coworker esteja atrelado a um plano residente.

O uso do endereço fiscal é mais restrito. Existem pré-requisitos, como contratos de longo prazo, ou tempo mínimo de casa.

Vale a pena ficar atento a alguns pontos antes de oferecer ou contratar os serviços.

A Legislação Municipal:

É permitido registrar duas empresas no mesmo endereço? Aquele endereço pode receber uma empresa que oferece uma atividade como a sua?

Para os founders: quando você precisa remover um cliente, como funciona na prática?

É necessário que seja uma ação por parte do seu ex-cliente?

O background do cliente e os outros clientes do coworking:

Analise o histórico do contratante do serviço, sem se limitar a órgãos de proteção ao crédito como SPC e Serasa.

Qual é o negócio da empresa? Quem são os sócios? Eles têm pendências com a justiça? Lembre-se que é à sua porta que irão bater. O mesmo vale para o coworker.

Leve em conta o endereço, a história do espaço, quais clientes utilizam-no. É a imagem da sua empresa que está em jogo nessas horas.

O que vem por aí?

Na próxima semana, voltamos com um assunto quente sobre o universo do coworking.

Vamos tirar uma dúvida recorrente da maioria dos coworkers: como receber clientes em um escritório compartilhado?

Enquanto isso, aproveite para conhecer a Comunidade DESK Coworking.

Nós, aqui do DESK Coworking criamos um espaço para nossos coworkers trocarem projetos e experiências entre eles, e entre eles e vocês.

Uma grande comunidade de indicações e geração de negócios entre todos, que funciona de um jeito super simples e ativo.

Você entra em contato com a gente e nós analisamos a sua demanda para indicarmos uma pessoa ou empresa. É assim que começa uma parceria produtiva.

Compartilhe :

Fale com um consultor