Facilites e Coworking | Qual é a relação entre os dois?

Com a virada do século XX para o XXI, a tecnologia avançou a uma velocidade desproporcional em comparação às últimas décadas. Nosso tema de hoje será sobre facilities e coworking: como eles estão relacionados com a tecnologia?

Nos últimos 21 anos, empresas e indústrias de todos os mercados vêm buscando maneiras de inovar a produção e enxugar os custos.

A opção do trabalho temporário, terceirização e contratação de facilities colaborou bastante para este processo.

Porém, todos os esforços poderiam ser poupados se os coworkings fossem mais populares algumas décadas atrás.

O processo de terceirização consiste em delegar a outra empresa algumas atividades-meio. Isso acontece, por exemplo, quando um consultório médico terceiriza o atendimento ou o setor de contabilidade.

Mas o que isso tem a ver com facilities e coworking? Muita coisa.

As facilities de um coworking se parecem com esse processo, mas elas se conectam mais entre elas mesmas.

Por meio delas, uma empresa provedora pode assumir um conjunto de funções, o que permite que o contratante foque no seu próprio negócio, permitindo que praticamente todas as atividades sejam terceirizadas.

E é nesse contexto que entra o coworking.

Facilities e Coworking: qual é a relação?

Os coworkings surgiram com o propósito de aprofundar ainda mais essa relação.

A ideia principal de um coworking é a de que a empresa deve manter o seu foco único e exclusivamente na produção do seu produto/serviço. Isso é, um espaço físico só é necessário para que todos os colaboradores possam produzir juntos no mesmo local.

Concluímos com o que foi dito até agora que todo negócio prospera através da criatividade e otimização dos processos de trabalho.

Criatividade é um ponto à parte e não vamos abordar agora. Mas a otimização do ambiente depende de muitas variáveis, sendo duas das principais os processos de trabalho e os custos que o ambiente gera.
Como nós sabemos, o processo de terceirização, criado há muito tempo, surgiu como uma forma de trazer facilidades às empresas.

Um exemplo desta estratégia? Imagine um simples caso em que um consultório odontológico terceiriza uma empresa para a produção de escovas de dente personalizadas.

Afinal, não tem o menor sentido o consultório dedicar parte dos investimentos a um setor interno para este tipo de produção. É muito mais viável e econômico terceirizar.

O mesmo acontece com um coworking. Aliás, facilities e coworking estão relacionados por conta disso. A proposta do ambiente de trabalho compartilhado é de otimizar os gastos e processos de trabalho de uma empresa.

A ideia de um coworking é compartilhar um ambiente de trabalho entre pessoas de diferentes áreas para promover a criatividade, o estímulo ao trabalho e o networking.

E o que isso traz de benefício aos profissionais?

Facilities e coworking

São inúmeras as vantagens. As principais são:

  • Redução de custos, já que não é necessário investir em aluguel e infraestrutura;
  • Otimização de processos de trabalho;
  • Comunidade altamente colaborativa e criativa;
  • Plano de contingência estruturado;
  • Facilidades como secretária virtual, salas de reunião, salas de treinamento, dentre outros benefícios.

O que precisa ficar claro é que o coworking é uma solução que vai muito além da “opção mais barata” de trabalho.

Tanto é que de 2018 para 2019, o aumento do número de coworkers foi de aproximadamente 120%.

Mas, claro, não podemos deixar de lado a questão financeira (especialmente em tempos de pandemia). Todo recurso financeiro que puder ser economizado para investimento no próprio negócio é bem-vindo.

Montar um escritório sozinho, sem ajuda financeira e do zero, é um tanto quanto complicado. Essa condição exige uma série de investimentos, como infraestrutura, contas fixas, manutenção, impostos, dentre outros.

O que as pessoas que optam em um primeiro momento pelo coworking por uma questão puramente financeira percebem é que as vantagens vão muito além da economia.

E tem mais. Não nos esqueçamos que para abrir uma empresa é necessário ter inicialmente dois montantes distintos: o capital de investimento e o capital de giro.

Ora, se não há investimento inicial em infraestrutura, uma boa parcela deste montante pode ser destinada ao capital de giro, o que já representa um benefício enorme aos novos negócios, especialmente pequenas empresas e startups.

Facilities e coworking: a infraestrutura

Em termos de infraestrutura e facilidade, o coworking surgiu como uma solução incrível para os profissionais.

A proposta de um coworking é entregar a estrutura necessária para que um trabalhador se sinta o mais confortável possível, às vezes, muito semelhante à estrutura de um escritório tradicional.

Mas os coworkings vão além. A ideia é estimular a criatividade do profissional e estabelecer o networking com outras pessoas.

Por isso, muitos coworkings optam por layouts que diferem do escritório tradicional, justamente para que um profissional não se sinta inibido.

Geralmente, os coworkings oferecem estruturas como:

Esse é o caso da Desk Coworking!

Trabalhar em um coworking não é a mesma coisa que fazer home office

Facilities e coworking

Manter um time colaborativo trabalhando em uma empresa nos últimos meses, por conta da pandemia, tem sido bem caro. Uma das primeiras soluções que as empresas encontraram para enxugar os custos foi o modelo de home office.

Mas de longe essa é a melhor maneira de se trabalhar remotamente.

Por mais que o home office tenha lá as suas vantagens, talvez as desvantagens não compensem. Um dos primeiros desafios que as empresas encontraram foi a perda de foco e concentração com consequente queda de produtividade por parte de funcionários e gestores.

Nesse sentido, o coworking acaba sendo uma opção muito melhor, já que o ambiente colaborativo e o networking estimulam a criatividade e a vontade de produzir mais.

Sem mencionar que quando uma pessoa vê várias outras ao seu redor trabalhando com afinco e felicidade, ela se sente motivada a fazer a mesma coisa.

Este tema é tão importante, que em um próximo post nós falaremos exclusivamente dos efeitos positivos que o networking traz para um profissional.

Você se interessou em trabalhar em um coworking?

Acesse o site da Desk Coworking e conheça as nossas soluções!

Compartilhe :

Fale com um consultor