O trabalho híbrido no período após a pandemia

É inegável que os últimos quase três anos foram turbulentos para praticamente todos os segmentos da economia.

E se por um lado os coworkings se prejudicaram, por outro se beneficiaram com o trabalho híbrido.

Durante um bom tempo, as pessoas foram obrigadas a permanecer em lockdown, e isso fez com que muitos negócios fossem obrigados a fechar as portas.

Além disso, os colaboradores de praticamente todas as empresas precisaram começar a trabalhar em casa.

Se por um lado os coworkings permaneceram fechados por um tempo, por outro, as empresas perceberam a necessidade de mudar o formato de trabalho dos funcionários, e passaram a adotar um modelo híbrido de trabalho.

Não foi preciso muito tempo para entender as vantagens que isso poderia proporcionar tanto às próprias empresas quanto para os funcionários. 

Por um lado, os colaboradores poderiam passar mais tempo próximos às suas famílias e trabalhar em um ambiente menos estressante – o que claramente faria o desempenho e a qualidade do trabalho aumentarem.

Por outro, as empresas perceberam que poderiam economizar uma quantia estratosférica de dinheiro por não precisarem de uma estrutura física, já que o trabalho poderia ser realizado de forma remota, bem como as reuniões. 

Inclusive, foi durante a pandemia que tantas ferramentas online surgiram para otimizar o dia a dia do trabalhador e das empresas.

A retomada dos coworkings e do trabalho híbridro

De acordo com um estudo da Newmark, 16% dos coworkings fecharam as portas por causa da pandemia, e no geral, 75% do faturamento caiu. 

Mas a boa notícia é que os espaços de coworking já estão sendo ocupados novamente, e a perspectiva é ótima, de crescimento.

Com isso, as empresas estão impulsionando o trabalho híbrido para flexibilizar a carga horária dos colaboradores.

Até 2021, o Brasil já somava mais de 1600 escritórios de coworking.

Além disso, se antes os coworkings eram frequentados em sua maioria por empresas de pequeno porte, agora as grandes empresas também estão disputando um espaço.

Um ótimo exemplo é a Petrobrás, uma das gigantes que fez esse movimento para migrar os colaboradores para um espaço de trabalho mais tranquilo, flexível e que estimulasse a criatividade.

A empresa passou a fazer licitações no Rio de Janeiro para alugar espaços de coworking para seus colaboradores.

A favor dos coworkings, os clientes podem manter a atenção na atividade-fim, sem que haja necessidade de consumir muita energia para cuidar de equipes de apoio, ou mesmo da manutenção do ambiente de trabalho.

A maior preocupação de quem frequenta um coworking deve ser abrir o computador e começar a trabalhar. Além, claro, de estabelecer uma rede de contatos, um dos principais benefícios dos escritórios compartilhados.

O coworking cuida de todo o resto para que o colaborador não desvie o seu foco e pense somente em como melhorar a qualidade do seu trabalho, bem como prosperar o próprio negócio.  

Por que é vantajoso migrar para um coworking e fazer trabalho híbrido?

O primeiro grande benefício pensando nas empresas é a redução de custos.

As companhias não precisam mais manter uma estrutura enorme para manter a equipe trabalhando. Isso significa que é possível economizar com água, luz, aluguel, internet e outras despesas de manutenção.

Além disso, também existe a economia com o vale-transporte, já que o funcionário não precisa se deslocar até a empresa.

Quando todos esses valores são somados, a economia é enorme. 



Mas vale lembrar que para isso acontecer, o time precisa ter uma ótima estrutura, como equipamentos com boa ergonomia, conforto, iluminação, internet rápida e estável para poder participar das reuniões, além de silêncio.

E nem sempre é possível ter tudo isso em casa.

É por isso que optar por um coworking é muito melhor do que trabalhar em casa.

Esses espaços de coworking são preparados para receber os profissionais da melhor maneira possível.

No caso do Desk Coworking, também temos um plano de contingência em caso de necessidades.

Vale frisar também que as equipes se sentem muito mais motivadas em um coworking, já que é possível construir um networking, dividir conhecimento, experiências, e até encontrar novas oportunidades de trabalho que podem surgir.

Trabalhar em um coworking no modelo híbrido também é vantajoso do ponto de vista da concentração, já que trabalhar em casa pode ser complicado, especialmente quando há crianças na residência.

Os times que trabalham com mais foco, energia e autonomia, são mais propensos a apresentarem ideias inovadoras e ousadas, já que têm mais tempo para criar. 

No final das contas, o modelo híbrido de trabalho é perfeito, porque além de ter a liberdade de trabalhar em um coworking, os colaboradores podem encontrar os colegas de trabalho na empresa sempre que quiserem.

Você gostou da ideia de trabalhar em um coworking? Então clique no botão abaixo e venha passar um dia cortesia conosco aqui no Desk!

Compartilhe :

Fale com um consultor