Quem são os populares nômades digitais? O que eles fazem?

Com a popularização da internet, o mercado de trabalho também abriu portas digitais. Parte dessas oportunidades são aproveitadas por pessoas que viajam o mundo ao mesmo tempo em que trabalham. São os chamados nômades digitais.

Entre eles, podemos mencionar os web designers, programadores, redatores, blogueiros e outros produtores de conteúdo para a internet.

Esses profissionais não precisam passar horas a fio no mesmo escritório, dia após dia.

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos quem são os nômades digitais e o que eles fazem.

Mostramos também onde eles trabalham e o que você precisa para praticar o nomadismo digital. Confira!

Quem são os nômades digitais?

Antes de qualquer coisa, precisamos explicar em mais detalhes o que são os nômades digitais.

Em linhas gerais, podemos definir esses profissionais como aqueles que se utilizam da tecnologia para trabalhar remotamente ( teletrabalho ), de qualquer parte do planeta, muitas vezes em home office.

A expressão “nômade” diz respeito ao fato de esses profissionais não terem uma residência ou rotina fixa.

Muitos deles viajam com frequência, haja vista que podem garantir uma renda para se sustentarem trabalhando apenas pela internet.

Poderíamos dizer que essa é uma forma de compatibilizar uma longa viagem de férias com o trabalho.

De fato, os nômades digitais podem passar meses ou até mesmo anos fazendo viagens, sem parar em um único local por muito tempo. E, o que é melhor, pelo puro prazer de viajar!

No que concerne ao perfil desses profissionais, ele pode variar bastante. Temos, por exemplo, os empreendedores, executivos e outros profissionais que se cansaram da rotina extenuante do escritório comum.

Há, também, um público mais jovem, que descobriu na tecnologia uma forma de se libertar das amarras do mercado de trabalho formal.

No entanto, é comum que a idade dos nômades digitais fique entre 24 e 34 anos. Ou seja, a maioria pertence à geração millennial.

Geralmente, esses trabalhadores não têm filhos e vivem uma vida desapegada, levando consigo poucos pertences de maneira a facilitar o deslocamento.

Em suma, os nômades digitais adotam um estilo de vida que os permite conhecer novas culturas e lugares, aprendendo idiomas e enriquecendo suas experiências.

Onde trabalham os nômades digitais?

Conforme já mencionamos, os nômades digitais podem trabalhar em qualquer lugar desde que tenham acesso à internet.

A seguir, veja alguns dos locais utilizados por esses profissionais para desempenharem suas atividades.

Home office

É muito comum que os nômades digitais realizem suas atividades em um home office nos locais em que estão hospedados.

Aliás, já existem redes de hostels e hotéis especializados em atender nômades digitais. Em geral, esses estabelecimentos unem o espaço coworking à hospedagem.

Trabalho em viagem

Conforme já dissemos, o que caracteriza os nômades digitais é o fato de estes estarem sempre viajando, sem se fixarem por muito tempo em um lugar.

Por isso, para muitos desses profissionais, um dos maiores desafios é manter a produtividade em meio ao frequente deslocamento.

Coworking

Afinal, o que é coworking? Como o nome mesmo sugere, esse conceito remete a um espaço de trabalho compartilhado por vários profissionais.

Nele, os nômades podem ter acesso a recursos presentes em um escritório, como acesso à rede wi-fi. Além disso, o coworking é uma forma de trocar experiências com outros profissionais.

Escritórios virtuais

Você sabe o que é um escritório virtual? Se não, saiba que essa é uma forma que os nômades digitais têm de passar mais credibilidade a seus clientes.

De fato, ao contratar um escritório virtual, um nômade pode trabalhar em um coworking, por exemplo, contando com um atendimento telefônico personalizado a clientes e fornecedores, com a utilização de um endereço comercial, etc.

Afinal, o que fazem os nômades digitais?

A essa altura, você deve estar se perguntando quais as profissões dos nômades digitais.

Bem, existem alguns trabalhos que costumam ser realizados por esses profissionais.

Entre eles, podemos mencionar o de produção de conteúdo para web, sejam esses conteúdos escritos, em áudio ou em imagens e vídeos.

Portanto, se você tem facilidade em escrever ou tem conhecimentos em fotografia e programas de edição de vídeo, poderá disponibilizar seus serviços a empreendedores digitais, sites de empresas ou de notícias.

Você pode, ainda, tornar-se um afiliado digital, vendendo infoprodutos por meio de sites, blogs e de perfis nas redes sociais.

Para os profissionais com conhecimento em marketing digital, é possível oferecer serviços de implementação de SEO e montar funis de venda e companhas.

Já web designers podem lucrar com o desenvolvimento de layouts para sites e blogs corporativos.

Trabalhos para nômades digitais pouco comuns

Além dos trabalhos que mencionamos acima, existem algumas opções de trabalhos remotos que valem a pena e que podem ser exploradas pelos nômades digitais. A seguir, veja quais são elas.

Designer de interiores

O nômade digital pode atuar como consultar em design de interiores, planejando ambientes e desenvolvendo projetos de espaços.

A maioria dos profissionais freelancers que oferecem esse serviço tem formação na área de arquitetura e urbanismo.

Social media manager

O que faz um social media manager? Esse profissional é o responsável por criar estratégias para empresas nas redes sociais, fortalecendo a presença digital de empreendimentos.

Os nômades digitais podem oferecer esse serviço de maneira remota, haja vista que é possível planejar e gerenciar perfis de redes sociais à distância.

Assistente virtual

Um nômade digital também pode disponibilizar serviços de secretariado para profissionais liberais à distância.

Esse serviço inclui a prestação de serviços comerciais (contato com clientes e fornecedores), administrativos (realização de relatórios) e financeiros (contas a pagar e a receber, fluxo de caixa, etc.).

O que é preciso para ser um nômade digital?

À vista do que já foi dito, você já deve ter concluído que aderir ao nomadismo digital requer gosto pelos desafios.

De fato, é bastante desafiador ter uma rotina de trabalho entre viagens e deslocamentos frequentes.

Por isso, ter foco é imprescindível para não prejudicar a renda. O recomendado é estabelecer metas, para que seu desempenho possa ser monitorado.

Também é muito indicado que o nômade digital não somente ofereça serviços como os que listamos nos tópicos anteriores, mas que ele mantenha fontes de renda passiva.

Para conseguir ganhar dinheiro dessa forma, um blog bem produzido e uma estrutura de vendas robusta de produtos digitais pode ser uma boa ideia.

Ademais, um adepto do nomadismo digital deve ser um praticante do minimalismo. A ideia é gastar o mínimo e ter somente o necessário para levar a viagem adiante.

Entre os itens fundamentais que não podem faltar na bagagem de um nômade digital, podemos mencionar os dispositivos digitais móveis (smartphones, tablets, notebooks).

Ser nômade digital vale a pena!

Se você já decidiu que deseja seguir esse estilo de vida, não hesite! Pesquise mais sobre o assunto, faça seu planejamento e viva experiências incríveis vivendo somente com o essencial.

Ao seu juntar ao grupo dos nômades digitais, você poderá conhecer novos lugares e pessoas, aprender novos idiomas e entrar em contato com outras culturas. É provável que sua vida nunca mais seja a mesma. Saia já da zona de conforto!

Compartilhe :

Fale com um consultor