Trabalho do futuro: você já está se preparando para ele?

Não é de hoje que o modo como trabalhamos mudou. Há algum tempo, a tecnologia aliada à alta demanda vem moldando o trabalho como conhecemos tradicionalmente.

A ciência e a alta velocidade de mudanças tecnológicas no nosso dia a dia são as principais responsáveis por tais mudanças.

E você pode escrever isso: em um futuro não distante, a forma como trabalhamos mudará drasticamente.

Na verdade, esse é um processo que já está em andamento. Por isso, se você ainda não começou a se adaptar ao novo modelo de trabalho que teremos no futuro, confira o nosso post abaixo!

Nele, falaremos sobre as principais mudanças que acontecerão no trabalho do futuro.

Pronto? Então, vamos lá!

Esqueça os escritórios tradicionais

Aquela história de precisar pegar um Uber ou ônibus lotado pela manhã para chegar ao escritório não vai mais existir.

Na verdade, isso é algo que já está mudando há algum tempo. No trabalho do futuro, você trabalhará de onde quiser.

Dentro de um café, em casa, em um parque, ou até mesmo em um coworking.

Aliás, coworkings estão se tornando uma tendência no mundo profissional há algum tempo, e a cada dia, mais adeptos optam por trabalhar em um ambiente mais saudável como um coworking.

Ao trabalhar dessa forma, os profissionais se beneficiam de várias formas, como aumentar o próprio networking, trabalhar em um ambiente saudável e que estimula a criatividade, além de ter mais tempo para cuidar de assuntos pessoais.

Profissões que não existiam serão uma tendência no trabalho do futuro

trabalho do futuro

Uma mudança radical acontecerá em um futuro não muito distante. Aliás, novamente, essa é uma mudança que também já vem ocorrendo.

Muitas das profissões que conhecemos ou não existirão mais, ou vão precisar se adaptar à tecnologia.

A verdade é que muitas das crianças da nova geração trabalharão em empregos que ainda nem existem.

Um exemplo disso são as profissões que já estão surgindo devido ao avanço tecnológico.

Por exemplo, um profissional que analisa dados, como um cientista de dados, um Data Protection Officer ou profissionais especialistas em BI e Big Data.

Essas são profissões que não existiam até pouquíssimos anos atrás.

Quem sabe o que a tecnologia nos reserva para o trabalho do futuro?

O desenvolvimento da tecnologia

Da mesma forma que novos empregos surgirão, a demanda por profissionais da tecnologia qualificados subirá ainda mais.

Hoje, há um déficit enorme no mercado de bons profissionais qualificados em Data Science.

No futuro, há uma previsão de que esse número seja ainda maior. Todos os profissionais e colaboradores que hoje já detêm esse conhecimento, serão muito mais valorizados.

Já existem muitos cursos online e algumas poucas faculdades presenciais no Brasil com formação em BI e Data Science.

Se você se interessa pelo assunto, essa é a hora de começar a se preparar e evitar muita concorrência. E falando em concorrência, esse é o nosso próximo tópico.

Como será a concorrência no trabalho do futuro?

trabalho remoto

Não se iluda: haverá sim concorrência, e mais do que você imagina!

E o motivo é simples. Primeiro, o mundo está passando por uma quebra de paradigmas (principalmente relacionados à inclusão social).

Além disso, no trabalho do futuro, não haverá muitas distinções por idade, gênero ou localização.

Pelo contrário. Cada vez mais as empresas percebem que a questão da localização não é um impeditivo para contratar um funcionário.

Com a pandemia causada pelo Covid-19, isso ficou ainda mais claro. Atualmente, muitos funcionários de várias empresas ou autônomos passaram a trabalhar em casa ou em um coworking.

Isso é, fazendo home office ou trabalhando de forma remota. Se você não sabe qual é a diferença entre os dois, poderá acessar aqui um artigo que preparamos explicando a diferença entre os dois termos.

Por mais que um funcionário esteja muito distante do escritório, isso não será mais um problema, tendo em vista que as empresas já entenderam que a localização do funcionário pode exercer influência na produtividade.

É só pensar em uma pessoa que precisa acordar 05h00 da manhã, pegar 4 conduções para chegar ao trabalho e perde, por dia, mais de 4 horas somente no transporte.

Levando em consideração esse tempo gasto mais o estresse que o dia a dia e a correria geram, é evidente que trabalhar em casa ou em um coworking próximo de onde a pessoa mora traz muito mais conforto e, consequentemente, aumenta a produtividade.

Ainda haverá o tradicional plano de carreira dentro de uma empresa?

Seguindo o modelo dos empregos tradicionais, um dos pontos mais importantes para um funcionário é o plano de carreira que a empresa oferece.

Mas será que no trabalho do futuro isso ainda será tão relevante? Provavelmente não.

Isso se explica devido ao fato de que há uma probabilidade maior no futuro, profissionais brasileiros e estrangeiros estejam cada vez mais conectados devido à tecnologia.

Desse modo, há uma grande chance de que os profissionais estejam cada vez mais “autônomos”, e sejam chamados para participar de projetos específicos dentro das empresas.

Ou seja, é provável também que haja um maior fluxo de troca de empregos por parte dos profissionais.

Antigamente, a ideia de solidez e estabilidade era ter um emprego fixo desde os 18 anos, com um plano de carreira, de modo que a pessoa se aposentasse na mesma empresa e trabalhasse nela a vida inteira.

O fato é que esse modelo está cada vez mais obsoleto!

Conclusão

Devido à crescente velocidade de avanço da tecnologia e dos meios de comunicação, o trabalho do futuro tenderá a ser muito diferente do modelo com o qual nossa geração passada se acostumou.

A ideia é que no futuro o trabalho seja mais saudável tanto para o corpo quanto para a mente. Afinal, os dois são um só!

Isso já começou a mudar. Tanto é que cada vez mais empresas se adequam ao modelo de trabalho em um coworking!

E você, já pensou em começar a trabalhar em um?

Venha conhecer o DESK Coworking e todos os benefícios que oferecemos para a sua empresa, esteja você fazendo trabalho remoto ou sendo autônomo!


Compartilhe :

Fale com um consultor